Top Menu
rsz_14359139_1195521713842341_6139953818292238887_n

O Mondial de La Bière 2016 foi um sucesso!

Fui, vi e bebi! E constatei que a organização do Mondial de La Bière 2016 foi se superou, aumentando os índices de espaço e de público, em relação às edições anteriores! Esse ano, 48 mil pessoas passaram pelos três armazéns do Pier Mauá, durante os cinco dias do festival! O evento entrou definitivamente para o calendário oficial do Rio de Janeiro, que agora conta com o VLT para se chegar e o Boulevard Olímpico todo bonitão e repaginado!

Mondial de La Bière 2016
A prática chegada de VLT

Os récordes

O número de cervejarias participantes do Mondial de La Bière 2016 bateu o recorde, com 135 expositores e mais de mil rótulos, nacionais e internacionais. Entre os destaques do ano estão as cervejas envelhecidas em barris, prática antiga e tradicional na Bélgica, que também virou moda nos Estados Unidos e agora está se tornando cada vez mais comum no Brasil. Eu a-d-o-r-o as belgas, mas particularmente não gostei desse método…

Mondial de La Bière 2016
Bodebrown envelhecida em barris = alto teor alcoólico!

Diferentes produtores do Estado do Rio estiveram presentes no Mondial de La Bière 2016, então a “Rota Cervejeira Fluminense”, que reúne as empresas da região serrana, marcou uma boa presença, com um estande no Mondial de La Bière. A Federação de Indústrias do estado (Firjan) também levou outras cervejarias fluminenses e os seus produtos despertaram grande interesse no público. Ou seja, o setor não para de crescer!

Mondial de La Bière 2016
Rótulos, muitos rótulos, oba!

Os cursos

O Senai montou um espaço no Mondial de La Bière 2016 para divulgar seus cursos ligados à produção cervejeira. Segundo o órgão, mais de 600 pessoas se mostraram interessadas, então a intenção é ampliar as aulas, hoje concentradas na unidade da Tijuca. Em um primeiro momento, será montada uma estrutura em Petrópolis, devido à grande concentração de empresas do setor. É, o número de amantes da cerveja artesanal, quem sabe futuros produtores, também não para de crescer!  

Mondial de La Bière 2016
Eu e ele, ele e eu, uma paixão antiga!

As melhorias

Esta foi a terceira vez que participei do Mondial de La Bière, que tem melhorado a cada ano! Esta última edição teve várias novidades que deram muito certo, a começar pelo local, que contou com mais um armazém. A chegada de VLT também ficou mais ágil e o entorno estava pronto e totalmente revitalizado! O site oficial e a página do evento, no Facebook, também deram muitas dicas úteis!  

Mondial de La Bière 2016
Fácil e prático!

As novidades do Mondial de La Bière 2016

–  havia 30 “caixas volantes”, espalhados pelos 3 armazéns, para carregar o “Cartão Mondial” com créditos válidos durante os 5 dias do evento. O sistema foi aprovadíssimo e funcionava assim: o cliente escolhia o valor a ser creditado nesse cartão, pagava com o seu cartão de débito ou dinheiro e pronto, adeus filas (1)! A cada cerveja consumida, recebia-se um comprovante com o valor do crédito restante, então era só ir controlando o saldo, simples assim! Também havia mais 24 caixas fixos.

Mondial de La Bière 2016
Caixa volante

– os copos de brinde passaram a ter duas marcações, a nova de 100 ml e a outra já existente de 200 ml. Então, em todos os estandes podia-se escolher a dose maior ou a menor! Dessa maneira, os cervejeiros puderam degustar mais rótulos e as mulheres, que via de regra bebem menos, não saíram de lá empapuçadas!

Mondial de La Bière 2016
Ótima ideia!

– Além do mapa do evento disponível no site, que facilitava o caminho para se chegar até as cervejas preferidas, havia também o cardápio das cervejas, com a localização exata de cada expositor, os nomes de cada uma, estilos, teores alcoólicos e preços de cada dose (100 ou 200 ml)! Dava para pesquisar com antecedência no site do Mondial de La Bière 2016, estudar em casa qual seria a estratégia de consumo, imprimir e levar para o evento, prático né?

Mondial de La Bière 2016
Outra boa ideia!

– adeus filas (2), pois a quantidade de banheiros aumentou na mesma proporção em que o evento cresceu! Eram vários toiletes, masculinos e femininos, dentro dos armazéns e também no varandão da parte externa. Aprovadíssimo!

Mondial de La Bière 2016
Meninas agora podem beber à vontade, sem passar sufoco!

– a quantidade de food-trucks dobrou em relação à última edição e acho que eles deram conta do recado. Porém, aqui fica uma sugestão para os próximos anos, em termos de opções gourmet, que ainda podem e devem ser mais diversificadas (veja a dica mais abaixo).

Mondial de La Bière 2016
Os clássicos de sempre

– as mesinhas do lado de fora, entre um armazém e outro, também ficaram ótimas! Foi mais uma opção de lugar para descansar, comer, beber, conversar, paquerar, agora com o lindo Mural Etnias de um lado, e a bela vista da Baía de Guanabara, do outro!  

Mondial de La Bière 2016
Novo e agradável point

– a nova localização do palco dos shows ficou…show! Antes era dentro do último armazém, então ficava barulhento, cheio, quente, atrapalhava a compra e o consumo das cervejas, não dava para conversar. Desta vez o palco ficou no varandão externo, entre o segundo e o terceiro armazéns, sem atrapalhar nada, e ainda funcionava como um “som ambiente” agradável para quem estava nas mesinhas externas, não tão de cara pro gol.

Mondial de La Bière 2016
Cada um no seu quadrado

– ter contado com mais um armazém também foi fundamental! Como o evento cresceu muito, esse aumento de espaço deixou tudo mais fácil, agradável e menos entupido de gente. Claro que os estandes com as cervejas mais famosas e disputadas continuaram cheios, mas no geral, o evento teve mais fluidez e menos claustrofobia. O ar-condicionado também funcionou a contento, aliás, não lembro se tinha esse luxo no último evento…

Mondial de La Bière 2016
Mais espaço e conforto

Pode melhorar mais!

Tudo bem que hambúrguer, cachorro-quente, empanadas e bolinhos mil combinam sim com cerveja, mas acho que um filezinho acebolado, uma tábua de queijos e frios, uns espetinhos de carne e outras opções mais substanciais, e menos óbvias, cairiam muito bem. Fica a dica para o Mondial de La Bière 2017! De qualquer maneira, comi um Momo Dog delicioso, no pão feito de bolinho de arroz, linguiça artesanal e queijo flambado no maçarico!

14612573_1222851174442728_848576973523374211_o
Delícia!!!

Os vencedore do MBeer Contest

Veja abaixo o resultado do MBeer Contest, que elegeu os 14 melhores rótulos, selecionados por um júri de peso, com nomes brasileiros e internacionais, através de degustação às cegas. Foram 13 medalhas de ouro e uma de platina, e para os amantes e/ou estudiosos da cevada, aqui está a descrição detalhada de cada uma delas. Abaixo, a lista das vencedoras:

Medalha de Platina:
Bravo – Cervejaria Backer

Medalhas de ouro:
Noi Cioccolato – Noi Cervejaria Artesanal
Hopi – Mistura Clássica
Wäls Niobium – Wäls – Cerveja Arte
Hazy – Cerverjaria OverHop
Pazion – Cervejeria Zalaz
Darkhop – Cerverjaria OverHop
Cacau Wee – Bodebrown
#TBT – 3Cariocas
Wäls Dubbel – Wäls – Cerveja Arte
India White Ale – Three Monkeys Beer
Canudos – Motim
Mafia New York – Serra Verde

A votação do público

Já a votação das melhores cervejas do Mondial de La Bière 2016, feita pelo público, este ano foi diferente, porque os visitantes tiveram uma semana para escolher seus rótulos preferidos. O voto foi online e o resultado foi revelado através das redes sociais. A grande vencedora foi a Overdrive, da Hocus Pocus; a IPA com toques de cacau “nibs” durante fervura e maturação, da Bodebrown, levou o 2º lugar; a Berliner Weisse, da Antuérpia, ficou com o 3º lugar. Uma melhor que a outra, todas inesquecíveis, parabéns! ❤️

Mondial de La Bière 2016: os vencedores
Parabéns aos vencedores do júri popular!

E até o próximo Mondial de La Bière 2017! Tomara que até lá meu Pé de Mé vinguis e dê frutis!  

Mondial de La Bière 2016
Meu pé de Cacildis, Biritis, Ditriguis e Forevis!

About The Author

Deixe um Comentário!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Translate »
Close